Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

CURIOSIDADES SOBRE O PERIQUITO AUSTRALIANO



Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês

Além de sua docilidade e belezas como as intermináveis variações de cores e tipos como ADAs, LUTINOS, ALBINOS, VIOLETAS, ARs, etc., a pesquisa ainda nos mostra que ele pode conseguir falar. (repetir palavras e frases). Com um periquito adulto já não é mas possível, porém com um filhote que acabou de se separar dos pais, e já está se alimentando sozinho pode ser tentado. É um exercício de paciência e determinação, usando uma palavra curta e fácil por vez até que ele aprenda. Devem ser usadas palavras como: tico, rico, belo, kika, etc. Falando pausadamente, com calma e bem próximo a ele (preferencialmente voz feminina ou de criança ) .Repetir o exercício várias vezes ao dia por no mínimo 10 minutos cada vez. Para facilitar pode ser usado um gravador, ficando repetindo a mesma palavra gravada pelo mesmo tempo. O aprendizado desta primeira palavra pode demorar até dois meses, mas depois no exercício de outras palavras o resultado vem bem mais rápido. Realmente é um teste de paciência que com certeza vale a pena.












[ ... ]

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Foto da Semana!!!













[ ... ]

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

ÍTENS QUE VALORIZAM UM PERIQUITO INGLÊS.

Beleza e elegância são sem dúvida os dois fatores mais importantes, porém nem sempre estão totalmente juntos. A elegância está no equilíbrio entre corpo, cabeça e postura.




O periquito inglês é como um modelo que se apresenta em uma passarela, e fica evidente a exigência de uma boa postura junto ao poleiro. Isto já é o suficiente para desclassificar aqueles que ficam quase deitados ao pousar, constituindo um defeito imperdoável, pois ele deve pousar impecável numa posição imitando os ponteiros do relógio quando marcam 11h25min. Onde sua cabeça é o ponteiro das horas e sua cauda aponta para os 25 minutos (ou 01h35min, da mesma forma). Proporcionalidade do corpo acima e abaixo do poleiro, ou seja, nem muito esticado nem muito encolhido.


Proporcionalidade entre o corpo e a cabeça é fundamental, não adianta ser grande com cabeça pequena. O volume das penas, com uma boa textura, fofa, com penas compridas. O corpo é um fator importante e deve-se evitar periquitos pequenos, com tamanhos abaixo do padrão.


Alguns periquitos são muito finos de corpo, apresentam ombros estreitos e isto o desvaloriza, sendo o maior interesse aos de “ombros largos”, apresentando maior massa peitoral.


Na cabeça devemos observar o topete, ou a coroa (fronte), que é branca nos periquitos azuis e amarela nos verdes. Esta deve ser limpa de pontos pretos, (principalmente nos opalinos), devendo ser branca, amarela ou creme em alguns casos. As pintas do colar devem ser grandes, bem destacadas, possuírem equilíbrio em relação á máscara. A máscara também conhecida por babador é a parte onde ficam as pintas e devem ter um comprimento (profundidade), compatível com a coroa, não causando a impressão de enforcado.


Atualmente tem-se observado uma grande tendência nos campeonatos nacionais e internacionais em valorizar-se bastante o tamanho e largura da cabeça em conjunto com a profundidade e largura da máscara. A procura destas e de outras qualidades é que faz o criador ter que se atualizar sempre num desafio de melhorar cada vez mais o perfil do periquito padrão "exposição".



LEIA MAIS:

AS CORES NOS PERIQUITOS AUSTRALIANOS

Como criar somente periquitos brancos?

MELHORANDO OS ARLEQUINS RECESSIVOS.

O FATOR ESCURO

BELEZA X QUALIDADE


[ ... ]
Ocorreu um erro neste gadget