Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

sábado, 12 de julho de 2008

DICAS DE CRIAÇÃO

Criador de Periquito InglêsPor: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês

Respondendo as perguntas da internauta Izabel, incluímos algumas dicas básicas da criação dos periquitos.


A aveia servida para os periquitos deve ser em grãos e é comprada em casas de ração para pássaros. Como já havia orientado anteriormente volto a reforçar: A aveia é um ótimo alimento, principalmente na nutrição de filhotes.O problema surge quando alguns periquitos que nem estão alimentando filhotes resolvem comer somente aveia. (muitas fêmeas fazem isto). Daí pode surgir à obesidade, e periquito muito gordo não reproduz e esta obesidade é um passo para problemas com a saúde. Quanto á postura, sabe-se que a fêmea colocará ovos assim que estiver pronta, em qualquer época e a única forma de evitar será retirando a caixa. Normalmente as australianinhas põem muito cedo, até com cinco meses de idade. Já as inglesas demoram um pouco mais e os criadores de exposição não deixam que se acasalem antes de nove meses no mínimo. Evitam-se os meses mais frios e os de calor muito forte, pois causariam riscos desnecessários.


Raramente será necessário separar o macho, pois ele levará comida e água para a fêmea na caixa e por vezes ficará fazendo companhia para ela. Quando os filhotes estiverem fora do ninho (caixa), o macho continuará alimentando-os na gaiola. Pode acontecer que quando os filhotes já estiverem bem crescidos e quiserem retornar para a caixa poderão sofrer ataques desferidos pela fêmea, pois esta acredita estar protegendo seu ninho contra invasores, ai sim tem que ficar de olho. Ao observar-mos os filhotes se alimentando sozinho é o sinal que poderão ser separados para não perturbarem o casal na próxima ninhada. Porém cada caso é um caso, tem que estar atento.



LEIA MAIS:


PERIQUITO INGLÊS: CRIAÇÃO EM COLÔNIA COLETIVA (VIVEIRO) Parte I


Voadeira externa,(viveiro)


DICAS DE CRIAÇÃO

[ ... ]

As necessidades dos Suplementos vitamínicos para pássaros em criadouro.

Criador de Periquito Inglês

Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês

As sementes fornecidas tradicionalmente aos pássaros não contém todos os ingredientes necessários para as fazes em que vivem no cativeiro. Mesmo procurando fornecer uma mistura equilibrada de grãos, fica a desejar em relação a aminoácidos, sais minerais, vitaminas, etc.


As vitaminas sofrem a ação da umidade, da luz do sol e da variação da temperatura ocorrendo perda em seus efeitos benéficos. Esta falta ocasiona distúrbios nos processos metabólicos das aves e dos pássaros de criação. Durante a cria o organismo do pássaro tem necessidades bastante especiais. Na produção dos ovos há um desgaste orgânico bastante importante onde ela produz posturas que tem um peso igual ao seu. Depois vem a situação de choco prolongado e completado pelo exercício pesado de alimentar os filhotes.


Alguns criadores inexperientes deixam a fêmea dar quatro ou mais ninhadas seguidas no mesmo ano. Isto é bastante sacrificante e um passo para a morte precoce da fêmea. O suplemento vitamínico é importantíssimo para uma boa fecundação, para formação dos ovos e depois no crescimento dos filhotes. Outro fator desencadeante de doenças é o stress, muitos pássaros desenvolvem infecções causadas pelas mais variadas formas de stress como: calor, frio, ventos, manuseios excessivos pelo criador, etc. Uma falta de vitaminas pode agravar ainda mais esta situação com a ocorrência da doença.


Na "muda" acontece uma exigência fisiológica muito dura para os pássaros. Na formação de uma nova plumagem o metabolismo funciona muito ativamente e nas misturas tradicionais não só faltam várias vitaminas em quantidades suficientes como também os aminoácidos e outros elementos químicos importantes. Por todas estas razões, em todas as etapas fica claramente necessário oferecer regularmente os suplementos alimentares. Embora nem sempre se tenha muita facilidade para adquirir produtos da linha ORLUX e NUTRIBIRD em todos os estados, existem muitas outras marcas de qualidade e com acesso facilitado para cada região.


Fotos de periquitos suplementados com vitaminas. Obeserva-se melhor plumagem e ótimo vigor físico.



Fêmea asa canela cinza




Arlequino dominante (ADA) verde escuro



Filhotes bem alimentados



Cintilante duplo fator azul ( Baby 2008 )



Série azul, celeste e cobalto.


LEIA MAIS:


Resposta ao Leitor: OVO COZIDO


OBESIDADE.


FATORES QUE INTERFEREM NA FERTILIDADE DOS PERIQUITOS, PARTE II

[ ... ]

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Fotos da Semana!!!












Foto da Semana!!!








[ ... ]

domingo, 6 de julho de 2008

Como criar somente periquitos brancos?

Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês



A maneira mais fácil e rápida seria criar os “albinos”, que são os periquitos brancos de olhos vermelhos. Acasalando-se dois ou mais casais albinos, obteremos todos os filhotes brancos de olhos vermelhos e a partir daí cruzando-se os filhotes dos casais “alternadamente”, para evitar cruzar irmão com o irmão teremos um paraíso de albinos.




Albino (esquerda) e claro de olhos pretos (direita)


Outra possibilidade seria conseguir todos brancos através dos periquitos cintilantes. Devendo para isto acasalar dois cintilantes azuis claros (celestes). O resultado deste cruzamento nos oferecerá 25% de “cintilante duplo fator” que é um periquito branco com os olhos preto. Este cintilante duplo fator (branco de olhos pretos) cruzado com outro cintilante seja duplo ou simples fator obterá toda sua prole branca. Quando se usa um tom mais escuro de azul e não o celeste, o duplo fator fica branco, porém com alguns nuances de azul.



Cintilante duplo fator (celeste)


Outra possibilidade ainda seria conseguir os “COPs” (claros de olhos pretos). É uma variedade um pouco mais difícil de ser conseguida, pois precisa de dois periquitos diferentes. Precisamos cruzar um ”AD” (australiano dominante), na cor azul celeste e um “Ar” (arlequino recessivo), também azul celeste. Com o cruzamento destes dois, obteremos 100% dos filhotes AD/Ar, ou seja: arlequino dominante portador de arlequino recessivo. Novamente acasalar o AD/Ar com outro Ar para obter 25% de “COP”, (claros de olhos pretos). Este é um processo mais demorado, porém é a forma de obter-se um pássaro mais raro e muito bonito. A partir daí cruzando-se entre os COPs obteremos 100% de COPs e para melhorá-los devemos cruzá-los com os melhores Ars disponíveis onde obteremos 50% COP (melhores). A diferença básica entre um COP e um cintilante duplo fator é que os cintilantes tem a IRIS branca nos olhos, a carúncula (cera) é azul e não rosa como nos COPS (machos).



Arlequino recessivo (celeste)

LEIA MAIS:
As cores nos periquitos australianos.
MELHORANDO OS ARLEQUINS RECESSIVOS.
O FATOR ESCURO
BELEZA X QUALIDADE

[ ... ]
Ocorreu um erro neste gadget