Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Vale a pena ler de novo - Criação em colônia coletiva

Deve ser evitada a super população, pois isto acarreta stress devido as brigas ocorridas geralmente entre as fêmeas.


Primeiro se define a quantidade de casais e só depois que tiverem em harmonia serão colocadas as caixas (todas de uma só vez). É melhor ainda que os casais sejam acasalados previamente em gaiolas antes de serem soltos no viveiro.


Quanto às caixas (ninhos), devem ser em número maior em relação aos casais, pois em caso de brigas as fêmeas expulsas tenham a opção de outras caixas. Estas devem ser colocadas rentes ao teto para que uma fêmea invasora não se beneficie em atacar por cima. As caixas devem ser colocadas em posição facilitada para uma inspeção diária de observação e para higiene. Este tipo ideal de caixa (ninho) é de madeira e encontrada a venda no comércio, nas lojas de aves. É indispensável que tenham o fundo côncavo para os ovos não ficarem rolando e uma tampa que possa ser aberta para inspecionar o ninho. Devem ser limpas e inspecionadas com regularidade e escaldadas em água fervente ou lavada e flambada ao fogo após cada rodada de criação.


Atenção especial para os comedores e bebedouros que não devem ficar próximos (em baixo) dos poleiros. Estas e outras dicas devem ser estudadas e realizadas antes de colocar os periquitos, pois é bastante desconfortável (stress) para eles que fiquemos construindo melhorias quando já estiverem na fase de adaptação. Quando se quer um viveiro com apenas alguns casais para alegrar o ambiente sem se preocupar com produção é bem mais tranqüilo e menos trabalhoso. Bastando para isto não fornecer nenhuma caixa!

[ ... ]

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Imposibilidad para poner un huevo.

Se trata de la imposibilidad para poner un huevo que sufren algunas periquitas. Si no se actúa rápido pueden morir rápidamente y con fuertes dolores.
Las causas de la obturación de la cloaca pueden ser varias, se da sobre todo en hembras primerizas y, en la mayoría de los casos, demasiado jóvenes para criar. También puede encontrarse la causa en un ambiente demasiado frío, que dificulta la dilatación de la cloaca, e incluso en un fuerte susto.
Síntomas: Estas hembras aparecen sentadas en las perchas o en el suelo con el plumaje erizado, respirando fuertemente y moviendo la cola de arriba abajo. La cloaca estará enrojecida e hinchada, algunas veces exageradamente salida hacia fuera. Si palpamos con mucho cuidado el abdomen notaremos el huevo.
Tratamiento: En ningún caso trataremos de sacarle el huevo empujándolo, con toda seguridad se rompería y la periquita moriría. El tratamiento irá encaminado a darle calor a la periquita para que se dilate su cloaca y expulse el huevo. Lo primero que Arinos será poner la jaula en un lugar caldeado y untar la cloaca con un poco de aceite de oliva. Si en una hora no ha puesto el huevo, calentaremos agua en una vasija de boca ancha, que cubriremos con una tela donde pondremos a la hembra para que se caliente la cloaca, pro ojo, sin que se queme. Esto lo repetiremos cada 2 o 3 horas hasta que ponga el huevo.

Esta é una contribuicion del "vida de periquito" a los hermanos de Sur America, uno articulo de : Raul Delgado Omaña, criador expositor e socio CCC36 Caracas Venezuela. Gracias Raul !

Este texto foi traduzido e novamente publicado em Português em 07 de dezembro de 2011.

[ ... ]
Ocorreu um erro neste gadget