Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Foto da Semana!!!

A Foto da Semana do Vida de Periquito foi enviada pelo leitor André Santiago de Souza, Salvador, Bahia.



Caro André! Muitíssimo obrigado pela participação!

Se Você leitor, tiver interesse em publicar uma foto de seu periquito aqui, envie um email para:


vidadeperiquito@ymail.com ou jcesardutra@yahoo.com.br


Leia mais:


Foto da Semana Anterior!


Outras fotos


[ ... ]

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

FOTOS: Diferenças entre macho e fêmea.










Normalmente é fácil destinguir o sexo nos ditos machos "normais" que apresentam a cera num tom bem definido em azul forte, ficando um pouco mais difícil nos "inos"(lutinos e albinos), recessivos, rendados e fúlvos, pois apresentam a cera na cor de carne rosada nos machos. os COPs que são a mistura de AD (arlequim dominante) com AR (arlequim recessivo) a cera ou carúncula fica um tanto mais rosada. Todas as fêmeas de todas as mutações apresentam a cera na cor palha quando são jóvens (algumas vezes num azul bem claro também) e quando adultas e prontas para a reprodução começam a escurecer esse tom palha até ficar na cor chocolate (marrom escuro).



Macho esquerda, fêmea direita (adultos)


Filhotes: Fêmea cintilante cinza, (jovem) á esquerda. Macho azul cobalto (jovem), no centro. O terceiro é um face amarela cintilante celeste (jovem) é um macho porém não quis pousar para a foto.


Leia mais:



PERIQUITOS RECESSIVOS: MACHOS OU FÊMEAS?


SEXO AUSTRALIANO


AS CORES NOS PERIQUITOS AUSTRALIANOS


DISMORFISMO SEXUAL

[ ... ]

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

PREPARAR PARA REPRODUZIR.


Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês

Tenho recebido solicitações de ajuda á respeito dos problemas que surgem na tentativa de obter filhotes, pois são inúmeras as situações apresentadas pelos criadores iniciantes. Como toda ave, o periquito possui um organismo complexo e necessita estar em bom estado de saúde para viver e principalmente para se reproduzir. Nisto está envolvido uma alimentação balanceada, muita higiene nas instalções (gaiolas e viveiros), deverão se sentir seguros para evitar estresse, vermífugos e vitaminas na hora certa. Nisto se entende a repetição a cada seis meses no mínimo e com intervalos de descanço a cada três ou quatro rodadas completas que compreende postura choco e criação de filhotes. Não devemos deixar que um fêmea continue criando até que ela se desgaste completamente, adoeça e acabe morrendo. É importante respeitar o limite e a saúde dos animais que estão sob nossos cuidados.



Seriam dezenas de itens a serem esclarecidos aqui, por isso volto a sugerir uma boa olhada nos artigos publicados anteriormente neste blog e ver onde estamos errando. Por hora, vou indicar uma seqüência lógica e obrigatória para a certeza do sucesso na criação e reprodução:


- Procurar adquirir aves jovens, com pessoas confiáveis onde possam nos informar com certeza se o periquito é macho ou fêmea, qual a idade e se porta alguma mutação ou cores e também se o casal formado é ideal. (há muitos acasalamentos errados não contribuindo em nada no melhoramento da espécie). Ao montar um casal devemos estar atentos na expectativa dos filhotes que nascerão, dá para programar as cores e os tipos de filhotes que este casal pode nos oferecer, tornando mais interessante o hobby.


- Procurar saber se foram desverminados e a quanto tempo, e não esquecer que é muito importante após um vermífugo, aplicar um polivitamínico com cálcio e ferro.


Daí sim estarão aptos a reproduzirem lindos filhotes.


Boa Sorte!



Leia mais:



Problemas com a reprodução dos periquitos.


CRIAÇÃO DE PERIQUITO INGLÊS EM VIVEIRO - PARTE II


PERIQUITO INGLÊS: CRIAÇÃO EM COLÔNIA COLETIVA (VIVEIRO) Parte I


DICAS DE CRIAÇÃO


Criação de periquito australiano

[ ... ]

terça-feira, 9 de setembro de 2008

OS ARLEQUINS RECESSIVOS (Ars)









Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês

Arlequins Recessivos (Ars) são os periquitos malhados e apresentam a cera ou carúncula na cor de carne rosada nos machos e marrom nas fêmeas quando adultos. Neste aspécto se apresentam iguais aos albinos e lutinos (brancos e amarelos de olhos vermelhos).

São recessivos na forma de reprodução e isto siguinifica que precisamos de dois ARs para poder conseguir um filhote AR, ou pelo menos que sejam portadores.

Naturalmente apresentam um menor porte em relação aos normais e por isso a idéia de fazermos normais portadores para aumentar o tamanho deles.
Usando a criatividade podemos conseguir exemplares muito bonitos principalmente com os Ars violetas com e sem a face amarela.





Leia mais:

PERIQUITOS RECESSIVOS: MACHOS OU FÊMEAS?

SEXO AUSTRALIANO

MELHORANDO OS ARLEQUINS RECESSIVOS.

Como criar somente periquitos brancos?

DISMORFISMO SEXUAL

[ ... ]

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Resposta ao Leitor: Casal de periquitos comem jornal e não procriam.


Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês

Respondendo a pergunta da leitora Nara, do Rio Grande do Sul, a respeito dos periquitos que "comem" o jornal do fundo da gaiola, digo que isto pode ser um problema grave para as aves.

Muitas vezes eles apenas roem, estraçalham o papel que estiver ao alcance, mas não comem.

O jornal é rico em chumbo, (na tinta das letras) um metal pesado terrível para todos, quanto mais para os periquitos. O ideal é colocar areia limpa, vendida em agropecuária ou catar em orla de rios (ou mar) não poluídos, usando depois de lavada e fervida. Nas gaiolas e voadeiras, o indicado é um piso tipo grade, destas que já vem com a gaiola para que eles não pisem no fundo, sobre as fezes nem sobre o jornal nem na areia. Esta grade tem que ser higienizada sempre que estiver acumulando restos de fezes e o papel deve ser trocado diariamente quando muitos periquitos estiverem nesta gaiola (voadeira maior) e a cada dois ou três dias para gaiolas com apenas um casal. A grade acima do "jornal" tem que ter altura suficiete para que eles não consigam pegar o papel, se não for possível, então use somente areia.

Quanto ao problema de o casal não reproduzir, temos que investigar, pois várias podem ser as causas.

Quanto à nunca haver posturas, é um pouco complicado, eles realmente formam um casal (?) Muitas vezes são dois machos ou duas fêmeas e enganam o criador novato. Há uma crença popular que diz que um casal sozínho não cria, e isto se aplica ao fato de serem aves coletivas que vivem aos bandos, acostumados com a cantoria que fazem. Apesar de que eu já vi muitos casos em que a pessoa tem apenas um casal e eles procriam normalmente. Deve ser verificado a idade do casal, a situação de segurança em relação a gaiola estar em um lugar fixo e seguro, sem ficar mudando de lugar para pegar sol, etc. Sê animais domésticos não atrapalham o sossego do casal e vai por aí á fora, são inúmeras as causas que existem para explicar a ausência de ovos e filhotes. Eu recomendo sempre uma boa lida nos artigos publicados neste blog, pois problemas desta natureza e muitos outros sempre encontram respostas aqui. Tem que ter um pouquinho de paciência e ler, tenho certeza que vai acabar por descobrir onde está o problema.


Abraços, Julio Dutra.

Leia mais:


PERIQUITOS RECESSIVOS: MACHOS OU FÊMEAS?


Problemas com a reprodução dos periquitos.


SEXO AUSTRALIANOMostrar tudo


DISMORFISMO SEXUAL

[ ... ]
Ocorreu um erro neste gadget