Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

sábado, 30 de agosto de 2008

Foto da Semana!!!







Esta última foto foi enviada pelo leitor e criador Marcel Bastos, que gentilmente cedeu uma fotografia de seu exemplar





Marcel, Muito obrigado!

Se Você leitor, tiver interesse em publicar foto como Marcel Bastos, envie um email para:


vidadeperiquito@ymail.com

[ ... ]

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Problemas com a reprodução dos periquitos.

Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês


Compramos um ou mais casais, colocamos em gaiolas ou viveiros e ficamos á espera de vários filhotes. Normalmente é tudo o que a maioria dos iniciantes fazem. Pouco tempo depois vem às queixas sobre os problemas e acidentes ocorridos. Existe uma faze chamada preparação e cuidados que quando não observada o resultado sera a ocorrência de problemas.


Se vamos acasalar periquitos, que cores vamos querer para os filhotes? Podemos programar antes, desde que seja possível conhecer o pedigree das aves. E isto é fácil quando se compra de um criador organizado. Porém se sairmos catando um aqui e um ali ocorrerão surpresas sempre, e infelizmente, às vezes péssimas surpresas.

Portanto, o ideal é sempre que possível comprar de um criador idôneo. Procurar saber a idade das aves, se receberam doses corretas de vermífugos, se receberam um complemento vitamínico após o vermífugo, quanto tempo estão em descanso da última postura (fêmeas). Quais cores produzirão melhores resultados quando combinadas? O que é um dominante? Um recessivo? Porque evitar acasalar dois recessivos, se podemos usar um portador? Todas estas perguntas são fáceis de responder para um criador experiente, e é claro para o leitor do blog, "vida de periquito" pois está tudo escrito lá é só ler e ainda tem apossibilidade de perguntar atravéz de e-mail com resposta imediata e sem custos.


Desta forma, pelas dúvidas mais apresentadas até agora e dúvidas sempre repetidas, eu oriento que seja feito uma boa pesquisa antes de começar a criar. Tenho certeza que vai valer à pena, pois não é difícil, e assim como eu me coloco á disposição para orientar, dentro do limite do meu conhecimento, outras pessoas em outros blogs também estão a nossa disposição pela internet. Vamos aproveitar e nos tornar em um criador melhorador desta espécie, um criador consciente.


Agradeço sempre a participação de todos, pois aprendo muito com cada pergunta feita, e procuro responder a todas, pois o meu objetivo é formar mais e mais adeptos que se interessem em criar e melhorar o periquito australiano.


Leia mais:
FATRORES QUE INTERFEREM NA FERTILIDADE DOS PERIQUITOS
FATORES QUE INTERFEREM NA FERTILIDADE DOS PERIQUITOS, PARTE II
Alimentação de Periquitos

[ ... ]

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Resposta ao Leitor: OVO COZIDO


Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês


Respondendo á pergunta do amigo Lucas eu diria que sim, ovo cozido é um bom alimento para pássaros e aves. Desde que tomemos os devidos cuidados na preparação e oferta.

O ovo cozido, ou toda mistura que levar ovo na sua preparação, pode permanecer exposto ao tempo por um período máximo de algumas horas. Depois disso, tem que ser retirado sob pena de adoecer os usuários. Ele fermenta muito rápido e desenvolve um meio de cultura ótimo para as bactérias. Portanto, deve ser oferecido uma quantidade suficiente para que seja consumido dentro de um período de duas horas no verão e quatro horas no inverno, aproximadamente.

Os periquitos não precisam comer ovo cozido durante o dia todo, basta que comam o suficiente para encher o papo e também o papo dos filhotes, depois disso já pode ser retirado da gaiola para que não acabamos por esquecer até o outro dia quando poderá acontecer o azedamento do ovo, isto causaria danos a eles se comecem.

Ovos devem receber um cozimento por 20 minutos, para que a avidina, uma substância da clara não prejudique a absorção da biotina, pois a falta desta poderá causar distúrbios neuromusculares. O cozimento da clara do ovo desnatura a avidina e abole a ativação de ligação á biotina. Portanto, o ovo de galinha tem que ser cozido em fogo baixo por 20 minutos (contar apenas o período de fervura). Um tempo de cozimento menor não neutraliza a avidina nem garante a eliminação de salmonelas. Um tempo de cozimento maior implica em perda de nutrientes. Desta forma, Lucas, ele pode ser oferecido com gema, clara e casca.



LEIA MAIS:


As necessidades dos Suplementos vitamínicos para pássaros em criadouro.


Alimentação de Periquitos


Como pegar os periquitos? (com as mãos)

Problemas com a reprodução dos periquitos.

[ ... ]

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Macho e Fêmea






Fêmea nova com a cera clarinha e fêmea adulta com a cera ficando chocolate.



Dois periquitos australianos machos, com idades bastante diferentes. O da direita adulto, como mostra a cera (acima do bico) bem azul.


O da esquerda, filhote muito novo, difícil de garantir se é macho. Observa-se a cera quase sem cor. Daí pra frente começa a aparecer à diferenciação. Se for realmente macho, sua cera se tornará azul forte igual ao adulto ao lado. Se for fêmea sua cera nunca passará de um azul pálido, e os buraquinhos das narinas começarão a clarear ficando quase brancos. Com o passar de dois ou três meses começará a ficar na cor palha, depois marrom ou chocolate.



Leia mais:


FATORES QUE INTERFEREM NA FERTILIDADE DOS PERIQUITOS, PARTE II


DICAS DE CRIAÇÃO


Periquito Australiano “Padrão Inglês”





[ ... ]

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Voadeira externa (viveiro)






Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês



Vista de um viveiro simples, onde os periquitos podem passar uma temporada de descanso ou enquanto se desenvolvem (crescem).



Cabem aproximadamente, sem estresse, 22 a 25 periquitos. Mede 1,60m x 1,10m x 1,30 aproximadamente. Confeccionado com tábuas de pinus, mais barato, e bem fácil de construir.



Têm duas portas, uma grande, para o caso de precisar entrar, e uma pequena para trocar água, comida e para limpar sem o maior risco de fuga. Recebe uma pintura de cal virgem após lavação duas vezes por ano. Possui poleiros grandes de um lado a outro no fundo e encima para evitar brigas na hora de dormir.



Á frente, perto da porta pequena, não tem poleiros, para que se possa colocar bebedouros e comedouros sem que caiam fezes neles. Por fora pode ser colocado um sombrite ou plástico escuro de tamanho suficiente para não pegar sol na água nem nos alimentos. Também, se pode colocar um cortinado de plástico transparente (por fora) que pode ser enrolado ou desenrolado conforme frio ou calor, mas sempre pega sol. É um viveiro simples, rústico mesmo, mas tem a intensão de mostrar que mesmo gastando pouco ($) não deixamos de oferecer conforto e segurança para eles. Deve ser tomado muito cuidado e atenção na hora de limpar ou trocar a água e alimentos devido a possibilidade de fugas. Num outro artigo eu falei sobre construir um avancê, ou seja, uma espécie de jaula acoplada neste ou em qualquer outro viveiro que fique na rua. Seria uma armação em madeira, ferro de construção ou tubos finos de PVC cercado por tela de arame para pássaros. A idéia é de que se algum periquito fugir ficaria retido neste avancê.



O viveiro fica sobre um cavalete de quase um metro de altura para não sofrer interferências de animais domésticos. Mais melhorias? fica na criatividade de cada um.

[ ... ]
Ocorreu um erro neste gadget