Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Contribuição da Nariella

Hoje a leitora Nariella esta nos presenteando com esta foto deste lindo face amarela ADA cobalto.




Vamos então analisar a figura:

A cor desse periquito é azul cobalto, se ele não fosse face amarela então seria quase totalmente branco. Por possuir a mutação face amarela, esta infiltra por todo o corpo transformando o que era branco em amarelo. Apesar de poucas marcações (chama-se mal marcado) ele é um ADA (Arlequim dominante Australiano). A fêmea indicada para ele é sempre uma azul, de preferência uma azul clara (celeste) que seja grande, para melhorar o porte dos filhotes.

Leia mais:

Primeira cria do ADA celeste gold com a opalina cobalto.

Resposta ao leitor: Arlequim recessivo (Ar).

As cores nos periquitos australianos.

O Arlequim Dominante Australiano - ADA

[ ... ]

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Novo ou adulto?

Muitos leitores têm dúvidas se estão diante de um periquito jovem ou de um adulto. Como uma imagem vale por mil palavras, basta observar estes dois amiguinhos da foto para entender.

Observe as bolas do colar do adulto (máscara) são completamente formadas e quase redondas, enquanto que no filhote aparecem muito timidamente uns riscos como projeto de colar. A cabeça do adulto apresenta uma parte branca na fronte, enquanto o filhote tem listras negras até o bico.

Artigos relacionados:
SEXO AUSTRALIANO

No olho do adulto é bem visível a íris branca, o filhote tem olhos escuros sem íris. A cera ou carúncula, plaquinha acima do bico, onde diferenciamos o sexo, no adulto é bem azul e no filhote fica difícil determinar o sexo pelo tom da cor.

Leia mais:
[ ... ]

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Arlequins dominantes (AD)

Temos falado muito sobre os ADAs (arlequins dominantes australianos), mas não é muito comum encontrar os ADs (arlequins dominantes). São parecidos um com o outro, mas os ADs são menores, tem a mancha menor atráz da cabeça, tem variações das marcações nas asas e também no corpo. No corpo, ele inverte a posição das cores, pois enquanto no ADA a cor escura fica no peito e a clara na barriga, no AD a cor clara fica no peito e a escura na barriga.


AD com mancha branca pequena na cabeça.


AD com mancha branca pequena na cabeça.


AD a cor clara fica no peito e a escura na barriga.

AD com mancha branca pequena na cabeça.



AD com mancha amarela na cabeça.


Leia mais:
O Arlequim Dominante Australiano - ADA
Cores no periquito australiano. (azul celeste)
As cores nos periquitos australianos.
Primeira cria do ADA celeste gold com a opalina cobalto.
[ ... ]

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Nova safra do Marlon.

Lindos filhotes estes do criadouro do Marlon, vejamos como é interessante observar os caminhos ditados pela genética. O marlon acasalou um macho opalino verde escuro com uma celeste corpo claro. Primeiramente observamos três filhotes azuis, mesmo sabendo que o pai é um verde e sabemos que verde é dominante sobre o azul. Esta façanha acontece somente quando o verde é portador de azul, caso contrário viriam todos os filhotes verdes.

Depois podemos observar a característica de uma mutação chamada sexo ligado ou ligada ao sexo. É quando um macho opalino é acasalado com uma fêmea não opalina. Os filhotes opalinos são todos fêmeas, e os filhotes machos são normais portadores de opalino. Ainda é importante informar que os filhotes machos serão portadores também de corpo claro, pois a mãe é corpo claro, outra mutação sexo ligada.



Leia mais

Mutação ligada ao sexo, ou sexo ligada.

Acasalamentos recomendados.

Cores no periquito australiano. (azul celeste)

Fator escuro na linha azul.

[ ... ]

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Melhorando os "inos" lutinos e albinos

Muitos leitores gostariam de ter belos lutinos ou albinos (inos) e tem dificuldades para conseguí-los de imediato. Conseguem outros periquitos grandes, mas nunca os “inos”.

Fotos da Semana do Vida de Periquito

Podemos ler em artigos escritos anteriormente, assim como tabelas mostradas neste site sobre os “inos”, que eles pertencem a uma mutação chamada sexo ligado ou ligada ao sexo. Isto significa que a lei que rege esta mutação esta relacionada com a mensagem vinda do cromossomo sexual. Nestes casos significa dizer que os machos é que têm competência de passar filhos desta mutação mesmo quando acasalados com qualquer outra fêmea que não seja “ino” e que machos normais podem ser portadores, mas nunca as fêmeas.
Portanto um macho cinza, verde, azul, qualquer um que acasalado com uma fêmea “ino” terá todos os filhos machos portadores desta mutação. É claro que é melhor ainda conseguir um macho “ino” que acasalado com uma fêmea de qualquer outra cor, (com maior tamanho), nos dará filhos machos portadores, e melhores filhas “ino”, e desta maneira vamos repetindo até conseguirmos fazer os “inos” ficarem do tamanho dos normais.

Imagem do artigo: Uso de um portador de "ino".


Assim, quando acasalo um periquito normal portador de ino com uma fêmea ino filha de um(a) normal, os filhotes inos irão sempre se tornando maiores do que os filhos de um casal onde os dois são inos. É assim que se consegue fazer um periquito pertencente a uma mutação onde inicialmente eram menores, se tornarem do tamanho dos normais. (os maiores).

Leia mais:

Quinteto lutino

Foto da Semana - CAROLINA GRANJA, presença "ino"

Casal lutino, ceras um pouco diferentes sim.

Foto da semana: Lutino

[ ... ]

domingo, 18 de outubro de 2009

Fotos da Semana: Participação de Alessandro C. Corrêa

Nossa Foto da Semana foi remetida pelo amigo e criador Alessandro Corrêa (Criadouro Santa Maria). Já tem algum tempo que a recebemos, mas temos o prazer de publicá-la nesta semana de tantas novidades!


Leia mais:
[ ... ]
Ocorreu um erro neste gadget