Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Periquitos do Criadouro Santa Maria, belezas raras.

Mais uma pérola do Criadouro Santa Maria!
Quando nos deparamos com um filhote desta categoria, descobrimos porque não desistimos de criar. Esta é a meta, ver nascer em nosso criadouro uma beleza desse quilate. Parabéns Alessandro Correa, muito bom trabalho.
Este cinza temos a certeza que vamos vê-lo brilhar no campeonato.
Leia mais:

18 comentários:

Carolina Granja disse...

Que coisa linda! Parabéns Alessandro!

Julio Dutra disse...

É verdade Carolina, o Alexandre desencanta cada pérola que da vontade de ficar horas olhando uma ave deste porte. Mas tenha calma, chegaremos lá.

Anônimo disse...

ola julio, tenho um casal de periquitos uma lutina, e um macho violeta, quero perguntar depois que minha femea tem filhotes, depois de 1 mes ela começa a atacar o macho e os filhotes porque? ah outra pergunta quanto custa uma gaiola de periquitos?

Marlon disse...

Belíssima ave, Alessandro. Parabéns.
Mestre, dê mais um toque aí no blog sobre a 7ª Periquitfest 2009, semana que vem, em Jaraguá. Acho que vale a pena lembrar. Abraço.

Julio Dutra disse...

Depois que os filhotes estão crescidos eles passam a representar concorrência para o casal que quer iniciar nova ninhada. Acontece neste período que a fêmea ou o macho inicie ataques a quem estiver por perto. Nestes casos é recomendável observar desde cedo qual dos dois alimenta melhor os filhotes e deixar que este termine de criar sozinho, tanto faz se o pai ou a mãe (mas tem que ficar atento pra ver se realmente esta alimentando, caso contrário troque pelo outro). Alguns criadores deixam os filhotes com a mãe e separa o pai, outros fazem ao contrário e então quando os filhotes estiverem se alimentando normalmente, os retiramos da gaiola e unimos novamente o casal para que iniciem nova ninhada. Quanto ao preço das gaiolas novas, variam de acordo com a marca, o tamanho e a cidade, elas variam em torno de 50,00 reais.

Julio Dutra disse...

Valeu Marlon, muito bem lembrado, quem estiver próximo á Jaraguá do Sul em Santa Catarina no próximo final de semana, deve fazer uma visita ao bairro Czemiewicz, na rua, Adolfo Augusto Ziemann, 626. É uma boa oportunidade para ver belíssimas aves e quem sabe adquirir um exemplar. No sábado dia 10 de outubro de 2009 será efetuada a entrega das aves pelos criadores e no domingo dia 11 iniciará o julgamento ás 09h00min, então o horário bom para dar uma passadinha lá, é no domingo após ás 11h00min e durante as primeiras horas da tarde.

Luiz Eduardo disse...

= D Tenho 1 Parecido aqui em casa, espero que n demore muito a aprender sobre essas lindas cores que eles nos oferecem.

Julio Dutra disse...

Luiz Eduardo tem que ler vasculhar o site, anotar em um caderno, pois somente com dedicação, observando cada cor, cada nome e cada mutação diferente que vão aparecendo à gente vai pegando o jeito. No início parece difícil, pois é muita coisa, mas é fácil, só questão de tempo.

Emerson Guimarães disse...

Olá, Júlio, não sei se estou fazendo a pergunta no local correto.............estou pensando em criar PERIQUITO PADRÃO INGLÊS, só que vi um comentário em uma comunidade do orkut que o PERIQUITO INGLÊS demora para criar e morre facilmente, vc me confirma isso? No que vc pode me orientar?

Julio Dutra disse...

Emerson qualquer animal, quanto mais apurado a raça, quanto melhor o pedigree necessita de cuidados um pouco maior. É diferente você criar cães vira latas ou cães de raça apurada. Os pequenos periquitos australianinhos são mais rústicos e se reproduzem com mais facilidade é verdade, porém criar o padrão inglês é um desafio muito mais interessante. Sê visto pelo lado da beleza, nem tem comparação, se visto pelo ponto de vista valor comercial, um inglês vale por vários australianinhos. Os clubes e exposições só aceitam os ingleses. O mundo inteiro trabalha no melhoramento genético e no padrão cada vez melhor e moderno deste periquito. O que acontece é que as pessoas acham caro para começar e gostariam de criar nas mesmas condições que criam os outros. Realmente por serem mais preciosos, requerem um pouco mais de cuidados, mas criamos normalmente muitos filhotes maravilhosos todos os anos. Sem falar que existem muitas mutações que não encontramos nos pequenos.

Vitorino disse...

Olá sou do Ceará e estou começando uma criação de PERIQUITOS AUSTRALIANOS COMUNS. Como proceder no para se obter bons resultados futuros?
Muito bom esse site para quem gosta de criar pássaros. Estão de parabéns.

Emerson Guimarães disse...

Entendi perfeitamente, mas me diz uma coisa.........na hora de comprar um periquito no padrão inglês.......quais são os cuidados que devo ter.............aki perto de casa tem uma feira de pássaros e tem um cara que tem uns dos padrão inglês e já reparei tbm que tem uns até com anilha (acho que o nome é esse) na patinha..........ele vende a 40 reais cada.........então a pergunta é essa: quais os cuidados que tenho que ter na hora de comprar, e se eu for comprar nesse cara, por exemplo esse q acabei de falar?

Mais uma veis obrigado e fique na PAZ.

Emerson Guimarães disse...

Julio, oq tenho agora são dúvida, dúvidas, duvid..........

Como é o processo de colocar aquele ferrinho na patiha do periquito, como é feito aquela numeração ela é baseada em q?

Tipo, tenho um periquito australiano azul e sei o dia que ele nasceu, eu posso colocar na patinha dele algum tipo de registro..............estou perdidinho.............me ajuda aê.

Mais uma vez, obrigado e fique na PAZ.

Julio Dutra disse...

Vitorino vai depender do que você quer alcançar. Sê você cria só por criar, escolha as cores que mais lhe agrade, acasale e curta os filhotes. Sê você vai criar com intuito de exposição então tem que se preparar bem melhor e comprar com muito cuidado. De qualquer forma, deves ler sobre os detalhes genéticos das cores que queres criar. Saber quais os dominantes, os recessivos e como acasalar de maneira correta. Neste site tem quase tudo, te aconselho a ler bastante antes de começar a comprar. Em caso de novas dúvidas me pergunte, valeu?

Julio Dutra disse...

Emerson Guimarães excelente a tua pergunta. Muitas pessoas têm esta dúvida e acabam comprando errado. Quando pessoas vendem periquitos em lojas e nas feiras, temos que ficar atentos, pois é muito arriscado comprar sem saber exatamente a procedência das aves e a idoneidade do vendedor. Um periquito com anilha deve ter pertencido a um criador consciente, mas porque este periquito esta sendo vendido? O ideal é descobrir o endereço de um criadouro e ir lá comprar. Você desta forma vai comprar sabendo se esta saudável, se esta bem descansado para reiniciar nova ninhada (fêmeas), pois muitas vezes eles tiram quatro ou mais ninhadas seguidas e levam para vender. Você leva esta fêmea para casa, acasala e a coitada quer mais é descansar e se recuperar. O criador sempre informa qual o par mais indicado para ele (a), etc. O que acontece é que nem sempre se tem esta oportunidade e muitas vezes o preço um pouco mais caro acaba correndo com os iniciantes. Eu garanto que é melhor pagar mais e levar coisa garantida. O que tem que ser observado: O periquito tem que estar alegre, fazendo barulho, com os olhos brilhantes, sem as penas arrepiadas, sem fezes coladas na região da cloaca, sem corrimento nasal, sem respiração ofegante (muito acelerada e batendo a cola pra cima e pra baixo quando respira). Jamais compre periquito triste, embolado, arrepiado ou com diarréia. Tem que pegar na mão pra ver se não esta muito magro (peito em quilha) e também ler na anilha (anel) o ano de nascimento, pois fêmeas com mais de quatro anos não servem para procriar e machos com mais de cinco também. Na anilha tem as referências do criador e da pra saber de onde ele vem. Tente conversar desinteressadamente com o vendedor para que ele forneça informações. Fora isto terá que contar somente com a sorte não é bom.

Julio Dutra disse...

Emerson quando se cria com critérios como melhorar sempre o padrão das aves e ter o controle dos periquitos nascidos em nosso criadouro usamos as anilhas ou anel. Elas contêm o ano de nascimento do periquito, o número, as letras que identificam o criador e a que clube pertence. Neste caso de anilhas de um clube, elas valorizam bem mais os pássaros e aves criadas e se forem do padrão exigido, dão direito a participar do clube e das exposições. Em todas as capitais e em muitas cidades tem sempre um clube de pássaros. Quando a intenção não for participar de clubes nem de exposições e for somente fazer o controle de seu plantel, existem anilhas abertas que são bem mais em conta e são vendidas em casas de pássaros. Outra opção é usar as anilhas Capri, são fabricadas em São Paulo e vendidas para todo o país. Elas são idênticas as dos clubes, levam as iniciais de seu nome, ano de nascimento do pássaro e o número. Vou te passar o endereço deles, se tiveres interesse, liga e te informa, vale a pena.
Cristina Duarte
Anilhas Capri
Site: www.anilhascapri.com.br
E-mail: contato@anilhascapri.com.br
Fone: (11) 5641-5217 / 5641-9074 / Fax: 5641-3870

Emerson Guimarães disse...

Bom di dia Julio, tuo na paz?
Gostaria de saber além de colocar as iniciais do meu nome e a data de nascimento do periquito, tbm entra uma numeração.....que numeração é essa? No que eu tenho que mebasear?

Mais uma vez obrigado pela ajuda.

Julio Dutra disse...

Emerson Guimarães a numeração é o controle dos filhotes e das famílias a que pertencem. Por exemplo: Inicias comprando anilhas do número um até o número 50. Então podes registrar em um livro ou ficha individual quem é o periquito número um, dois, cinco, trinta e cinco e assim por diante. Na anilha, além das inicias do clube (quando for o caso) ou as inicias do criador (quando fabricadas fora de clubes) O ano do nascimento e o número de cada periquito. Por exemplo: A tua anilha poderá ser fabricada assim, EG 001 09 e assim por diante mudando somente o número em seqüência crescente. Numa próxima compra, quando fores comprar mais, o próprio fabricante já tem tua ficha e te orientará em fabricar do número 051 em diante, para nunca possuíres periquitos com o mesmo número, no mesmo ano. Em 2010 será EG 051 10. Como já estamos praticamente em 2010, as anilhas deverão vir com a data de 2010, pois até serem colocadas nos filhotes já será realmente 2010, caso contrário, utilizar anilhas com data de um ano anterior, passa a idéia errada que o periquito tem um ano a mais.

Ocorreu um erro neste gadget