Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

quarta-feira, 16 de julho de 2008

PERIQUITO INGLÊS: CRIAÇÃO EM COLÔNIA COLETIVA (VIVEIRO) Parte I

Criador de Periquito Inglês

Por: Julio Cesar Dutra, criador de Periquito Inglês


Os criadores de periquito australiano padrão inglês preferem a criação colônia individual, criando num mesmo ambiente, vários casais, cada um em sua gaiola. Não deixa de ser uma colônia, porém mantendo a individualidade de cada casal. Há uma superstição que fala sobre a dificuldade em fazer com que um casal sozinho reproduza. O que ocorre na realidade é que em colônias, seja individual ou em viveiros, eles ficam mais próximos da vida natural onde viviam em bandos. Quando um macho corteja sua fêmea, quando a fêmea prepara (roem) o ninho, quando surgem os primeiros sons dos filhotes, tudo serve de incentivo aos outros casais para iniciarem suas atividades também. É como uma disputa pela produção.


Os periquitos australianos são menores, mais resistentes reproduzem com mais facilidade onde quer que sejam colocados. Os periquitos australianos padrão inglês, são mais pesados, mais desajeitados e menos resistentes que os australianos. Por isso, quando se cogita colocá-los em viveiro, muitos cuidados têm que ser tomados. Um filhote de “inglês” é muito pesado, voa pouco, pode cair do ninho e morrer. Logo abaixo da linha das caixas devemos colocar uma proteção (mesmo com tela) para que os filhotes não caiam direto ao fundo do viveiro onde deve ser colocado areia fofa ou serragem para aliviar a queda. Os viveiros não devem ser muito altos. As fêmeas ficam muito tempo na caixa com os filhotes e com isso perdem a capacidade de voar (Temporariamente).




Deve ser facilitada para a fêmea a ida e vinda ao comedouro e bebedouro, assim como o retorno a caixa, colocando-se mais poleiros que a conduzam até lá sem precisar voar. No planejamento da construção do viveiro é importante observar a posição do sol nascente, o cuidado com os ventos, com o frio excessivo do inverno e o calor demasiado do verão. É bom que fique com a frente para o leste, pois receberá o sol nas primeiras horas da manhã. Para proteger do vento e do frio (noites), usa-se uma cortina de plástico transparente que pode ser recolhido (enrolado) no calor e entendida no frio sem perder a claridade da luz do dia (sol). O periquito sofre mais com o frio do que com o calor. Na possibilidade de ataques (mesmo que por brincadeiras) de cães, gatos, ou até mesmo gavião, deve ser usado tela dupla com uma distância de 2 a 3 cm uma da outra e com a tela externa mais forte. O viveiro deve ter uma porta grande caso precise entrar, e outra pequena para trocar a comida e a água diminuindo com isso as chances de fuga. Para quem construir um viveiro maior e tiver disponibilidade de espaço e material para gastar ($), fica interessante construir um “avancê” a partir da frente do viveiro usando-se madeira, cano de PVC, barras de ferro, e tela. Um espaço onde poderíamos entrar sem estar ainda dentro do viveiro e caso fuja algum periquito ele ficará retido no “avancê”.



Leia mais:


Como criar somente periquitos brancos?


DICAS DE CRIAÇÃO


CRIAÇÃO DE PERIQUITO INGLÊS EM VIVEIRO - PARTE II

20 comentários:

jailson disse...

Por que será que os periquitos filhotes criam as asas e depois que eles já estão fora do ninho as asas caem?

jcesardutra disse...

Jailson, você deve estar querendo dizer penas da asa. Existe uma doença chamada muda francesa, dizem tratar-se de vírus. Se é vírus, é como gripe, não tem cura, tem melhoras e ainda há muito questionamento quanto a esta doença. As vezes caem da calda também. Em alguns casos mais leves as penas voltam em seguida, em outros demoram muito. Normalmente acontece quando há uma queda na imunidade(defesas do organismo) e geralmente em ninhadas muito grande ou por falta de complementos vitamínicos e boas farinhadas. Ninhadas de até quatro filhotes, bem alimentados, com boa higiene no criadouro dificilmente acontece. O que se recomenda é não usar mais estes periquitos para reproduzir pois pode continuar dando filhotes assim. Se não melhorar rápido,(30 a 60 dias),deve ser dado mais banho de sol e lavá-los com uma mistura de álcool na água: 20% de álcool com 80% de água não deixando que bebam desta mistura. Usam também óleo de Nim diluido em água pode ser pulverizado nos periquitos segurando-os na mão.Outra indicação indispensável é fornecer Vita gold na água para todos por 30 dias. Boa sorte !

BELEZA X QUALIDADE « Vida de Periquito disse...

[...] Criação de periquito inglês em viveiro, parte I [...]

Gisleide Moreira da Silva Alves disse...

Gostaria de ver amostras de viveiro grande para periquitos

jcesardutra disse...

Gisleide se deres uma procurada neste blog tem umas duas ou três fotos de uns viveiros rústicos construídos com taboas de baixo preço e com tela e portas somente na frente e tem também dicas de como construir um viveiro. Dicas como a posição do sol. Dos ventos frios etc. Eles são fáceis, baratos e depois de prontos devem ser pintados de branco por dentro e por fora, ficam bem bacaninhas. Valeu?

rafael disse...

Olá amigo ! gostaria de saber se eu posso botar mais de um casal de periquito em um unico viveiro e botar os ninhos conforme o numero de casal. Mas eu estou com medo de a outra femea cismar de botar ovo no mesmo ninho q a outra e ai quando crescer os filhotes eu naum sei qual é o irmao de quem pq vai estar todos os filhotes juntos ai naum sei se quando eles crescerem podem acasalar ai eu estou com medo me responde rapido!!!!

Adriano disse...

Os meus filhotes estão com alguma coisa... Só nasce penas nas asas, no rabo e em parte da cabeça. O peito e as costas ficam peladas. O que devo fazer? Obrigado.

jcesardutra disse...

Adriano acredito que a mâe deles esteja arrancando estas penas. Obeserva e se for isto separa a fêmea e deixa que o macho (pai) termine de criar sozínho.

alessandro disse...

quero começar um viveiro de 2.60x2.60 quando periquito posso colocar nesse locar ,onde dev fica os ninho no alto ou no baixo?

jcesardutra disse...

Alessandro só para deixá-los juntos pode até colocar mais casais neste espaço, mas para reprodução tem que colocar várias caixas de sobra e não mais que dez casais, pois em um futuro bem próximo começará a surgir problemas. Coloque as caixas ninhos na parte superior do viveiro, melhor ainda se bem próxima do teto para que uma fêmea não ataque a caixa da outra se aproveitando da parte superior da mesma. Neste meu blog tem um artigo sobre como contruir um viveiro, vale á pena dar uma lida tem bastante macetes.

alan disse...

c só houver a caixa sem ninho os periquitos crian ?

jcesardutra disse...

Alan a caixa tem que ter uma covinha para os ovos não ficarem rolando e se estragarem. Tem que ter também uma divisória entre esta parte e a entrada da caixa. Esta divisória é alta suficiente para os filhotes muito jóvens não conseguirem sair e com espaço suficiente para o casal entrar e sair. Melhor ir numa loja de pássaros para olhar como é depois da até para se fabricar em casa e quanto maior melhor.

Adriano disse...

Olá amigo Julio não canso de olhar essas fotos, são aves lindas! Estou com um pequeno problema com uma fêmea, há algum tempo q venho observando ela e cheguei a conclusão que ela esta gorda... Sua alimentação é apiste e painço apenas! Ela é uma ótima mãe e não queria perdê-la. O que devo fazer? Obrigado.

jcesardutra disse...

Adriano se puderes deixar ela em uma voadeira ou viveiro maior para se exercitar ajudará bastante. \dar um banho frio, molhar bem, todo dia e deixá-la somente com painço areia e folhas verdes. Com isto ela melhora em 15 dias.

luiz felipe disse...

eu adorei esse site aprendi muitas coisas!! até fiz um vivero de periquito !!!aprendi muito !!!muito obrigada

jcesardutra disse...

Luiz Felipe observa bem as recomendações para a construção de um viveiro, está tudo publicado neste blog, todos os detalhes, e depois é só alegria.

José Cláudio disse...

Boa noite, tenho 12 periquitos em um viveiro grande de aproximadamente 3m², gostaria de colocar ninhos para eles reproduziram no viveiro e não em gaiolas individuais, qual a quantidade de ninhos e a distancia ideal entre eles

jcesardutra disse...

José Claudio eu escrevi um artigo com bastante dicas sobre como criar em viveiros. Vale a pena dar uma procurada e ler pois tem detalhes importantes. A distãncia entre as caixas não é muito importante desde que você consiga colocar bastante caixas de sobra. Doze periquitos como referes eu acredito que sejam seis casais? Então no mínimo dez caixas. As caixas podem ser feitas em casa desde que acompanhe o padrão para periquitos, com uma covinha para os ovos não rolarem, uma pequena barreira para que os filhotes muito pequenos não saiam do ninho e morram de frio. Tem que ter também uma tampa fácil de abrir para examinar diariamente pra ver se está tudo certo.

♥♦♣Daniel Wesley♥♦♣ disse...

Julio vi alguns comentários postados e vc disse que o melhor é colocar a caixa de ninho próxima do teto mais tem um problema quando os filhotes ja estão bem grandinhos eles ficam saindo do ninho e eu tenho medo de eles caírem e morrerem o que eu faço?? tenho outra pergunta e quando os filhotes saírem do ninho eu devo deixa-lo na gaiola ou coloca-lo novamente no ninho??? desde ja agradeço!!!!

Julio Dutra disse...

Daniel colocar as caixas ninhos todas no ponto mais alto do viveiro evita as brigas entre as fêmeas porque na escolha de suas caixas, elas preferem sempre a caixa mais alta e sobram sempre as mais baixas. Com a caixa bem junto ao teto do viveiro elas não poderão atacar a dona desta caixa por cima. Sê tiver espaço elas se beneficiam da posição, atacando por cima do ninho e expulsando uma fêmea que poderá estar com ovos ou mesmo filhotes. Isto pode ser resolvido, se preferir colocar as caixas num nível mais baixo, colocando uma taboa por cima desde que seja um pouco mais larga que a caixa. O viveiro para a criação de filhotes não deveria ser muito alto, mas poderemos diminuir as chances de acidentes com quedas de filhotes colocando serragem no fundo do viveiro e colocando um pedaço de tela abaixo e na frente da caixa para que eles não caiam diretamente no fundo ao saírem do ninho. Quando os filhotes saem do ninho, se não estiver fazendo muito frio, eles podem ficar fora durante o dia, mas á noite devem ser devolvidos á caixa pelo menos nos primeiros dias. Quando a criação é desta forma (em colônia), os adultos costumam alimentar os filhotes pelo chão do viveiro. Colocando alguns tijolos encostado á parede do viveiro, deixando um espaço entre eles e colocando uma taboa de 15 ou 20 cm por cima, formam cavernas ou tocas onde os filhotes novinhos costumam ficar escondidos e aguardando que os adultos venham alimentá-los. Este é um momento ótimo para colocar espiga de milho verde para que os filhotes aprendam a comer.

Ocorreu um erro neste gadget