Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Impossibilidade para colocar o ovo. (entalado)


Este texto é a tradução adaptada do texto original de Raul Delgado Omanã, criador e expositor da cidade de Caracas na Venezuela.

Se trata do sofrimento de algumas periquitas na impossibilidade de colocar um ovo que se encontra preso por motivos externos á sua vontade. Sê não agirmos rápidamente pode resultar na certeza da morte da fêmea em pouco tempo além das fortes dores que ela ficará sentindo durante todo o tempo. As causas da obstrução da cloaca podem ser varias, sobre tudo se são fêmeas muito jóvens e por isso impróprias para criar. Também pode se encontrar a causa em um ambiente muito frio que dificulte a dilatação da cloaca e daí maior ocorrência no inverno. Há também a possibilidade de um forte susto que segundo alguns criadores é um fator que pode contribuir para entalar o ovo.

Síntomas: Estas fêmeas se portam como se estivessem sentadas em suas próprias pernas ou no fundo da gaiola e com as penas oriçadas, respirando fortemente e movendo a cola para cima e para baixo. A cloaca estará enrijecida e inchada, algumas vezes com o oveiro para fora. Sê apalparmos com muito cuidado o abdomen notaremos o ovo.

Tratamento: Em nenhum caso devemos tentar empurrar o ovo com força para que ele saia, pois poderia quebrar e seria de um grande risco de morte. O tratamento é dar calor para a fêmea para que ajude na dilatação e o ovo consiga ser expulso. É indicado uma gota de oliva na boca e algumas gotas na cloaca, depois, segurando-a firme com uma das mãos podemos aproximar a cloaca de um copo ou outro vasilhame com água quente para que o calor do vapor ajude na dilatação e com bastante cuidado para não queimá-la. Isto deve ser feito por uns 10 minutos seguidos e a cada duas ou três horas. O ideal seria colocar uma bolsa ou saco plástico com água quente no fundo da gaiola protegido por um pano úmido. Ela ficaria sobre este material o que iria ajudar bastante na dlatação. A gaiola tem obrigatóriamente que ficar coberta por m pano ou um plástico para que se consiga uma boa temperatura. O calor é o segredo do sucesso no tratamento.

Como recomendação para evitar este acidente devemos aquecer o ambiente do criadouro no inverno e principalmente só acasalar fêmeas na idade adulta.

5 comentários:

Julio Dutra disse...

Aproveitamos a oportunidade para divulgar o novo e-mail, onde o leitor poderá estar enviando perguntas e anexando as fotos para verificar dúvidas e/ou plubicar no blog.
julio@vidadeperiquito.com.br

Ronaldo de sousa siqueora disse...

Com quantos meses os periquitos machos começão a ficar com a sera do nariz azul dominante ?

Julio Dutra disse...

Ronaldo, os periquitos ditos "normais", aqueles que vão ficar com a carúncula totalmente azul, depois de dois meses e até três meses todos já estarão desta forma o que não quer dizer que estarão prontos para reproduzir, isto demora um pouco mais. Tomar cuidados com os recessivos, estes demorarão mais a serem identificados como machos porque inicialmente parecerão todos fêmeas.

Ronaldo de sousa siqueora disse...

Eu posso colocar um pouco de serragem no fundo do ninho dos meus periquitos.

Julio Dutra disse...

Os periquitos precisam apenas de uma caixa ninho com uma covinha para que os ovos não fiquem rolando. Depois que os filhotes nascerem deixar um ou dois ovos que não eclodiram para que ajude a manter a temperatura do ninho e para que a mãe não deposite seu peso diretamente sobre os filhotes. Serragem somente sem agrotóxico (veneno para cupim que é colocado nas tábuas). Use somente serragem daquelas vendidas em pacotes para uso com hamsters. Somente depois que os filhotes estiverem com uma semana mais ou menos e principalmente se tiver muitas fezes moles no ninho.

Ocorreu um erro neste gadget