Crystal Catcher - jogo super divertido para iPhone e Android

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Arlequim dominante australiano.

Este baby, ADA celeste macho, nascido em 05 de julho de 2009, representa a nova linhagem de ADAs no criadouro Vida de Periquito.




7 comentários:

Luciano Cândido Salgado disse...

Pro meu gosto essa e a mais bela cor encontrada nos periquitos, tenho alguns dessa cor, mas os meus são australianos e não inglês. Parabéns!!! pelo belo exemplar e também pelo o novo site ficou muito bom.

Marlon disse...

Grande Júlio. Tenho uma fêmea ADA celeste, asa canela, mas a danada até agora não me deu filhotes. Coloquei-a na voadeira para que ela possa exercitar-se por uns dois meses, e depois tentarei uma ninhada ainda este ano. Se não der, só em 2010. Abraço.

alex iury disse...

um dia mais novo do que o meu! nasceu dia 04 de julho!!!

Julio Dutra disse...

Luciano brigado pelo elogio á respeito do blog e concordo plenamente, os ADAs azuis realmente são lindos. Muitos leitores depois de ler os artigos e passar a entender um pouquinho mais estão mudando para o inglês ou o mestiço de inglês com o pequeno australiano, da o mesmo trabalho para criar e enche mais os olhos, um abraço, Julio.

Julio Dutra disse...

Marlon nestes casos o melhor mesmo é deixá-la de lado um tempo mais para que se recupere totalmente.Sê realmente vai demorar o suficiente vale a pena rever a situação de vermífugo. O Sr. Pina indica vermifugar a cada quatro meses, eu ainda continuo a cada seis meses, mas tenho pensado no caso.

Anônimo disse...

Ola julio tenho um casal de periquitos australianos os dois são azuis quase iguais ao seu ai da foto estou em duvida se são australianos ou ingleses vou manda a foto depois deles mudando de assunto a femea botou 5 ovos do 5 nasceram 4 filhotes nasceu 2 premimeiro e + 2 depois de uns 2 dias quando os 2 primeiros ja estavam enpenujando um filhote morreu um dos mais novos passando 1 semana que o outro ja tinha morrido o 2 mais novo morreu tambem ai passando mais 1 semana o 3 morreu tambem ai pensei que era o macho e separei ele da femea mais depois de 1 semana o 4 morreu ele ja tava nacendo penas azuis como os dos pais e 3 filhotes morreram tipo se a cabeça deles tivesse sido prensada contra o chão do ninho e 1 morreu deitado o que poderia ter matado eles me ajude urgente para que eu posso tomar providencias.

Julio Dutra disse...

Anônimo depois que eles morrem ficam embaixo da fêmea e acabam ficando meio achatado pelo peso dela. Para evitar que sejam amassados enquanto vivos deixamos um ou dois ovos no ninho, daqueles que não eclodiram e isto serve para que eles se defendam se apoiando nestes ovos. Mas tem que ser desvendado o mistério do “porque” eles realmente morreram. Tem que observar o papo dos mortos para ver se continha alimentos em caso contrário então o casal ou a fêmea não estavam alimentando. Neste caso eles deveriam ser alimentados manualmente. Tem que observar se não tinha sinal de diarréia no ninho e na gaiola e neste caso tem que fornecer neosulmetina para todos. No ninho só se coloca serragem para absorver a umidade das fezes dos filhotes se for serragem estéril comprada em casa de pássaros ou agropecuárias porque as serragens das madeireiras contem veneno contra cupim. Tem que observar a situação de frio e ventos, de estresse da fêmea durante a noite caso lagartixas insetos ou animais domésticos á assustem e ela saia do ninho não conseguindo mais voltar até o amanhecer e deixando que os filhotes esfriem e algum venha a morrer. Água suja no bebedouro, comida velha, farinhadas que contém ovos azedam em duas horas, etc., etc. etc.... Como podes perceber são inúmeras as causas de mortes de filhotes e temos realmente que ficar de olhos bem abertos e atento com tudo que esta acontecendo. Aos poucos vamos através da prática começar a perceber qual o provável problema. Parece muito difícil, mas não é, é apenas a diferença de criar por criar e criar com profissionalismo e dedicação.

Ocorreu um erro neste gadget